EM 2021 VOLTAMOS A CUMPRIR: SEMPRE AOS SÁBADOS NAS BANCAS

07-01-2022 | 17:05 | | |

EM 2021 VOLTAMOS A CUMPRIR: SEMPRE AOS SÁBADOS NAS BANCAS

Escrito por Filipe Bastos

O ano 2021 foi terrível a vários níveis, embora a causa principal tenha sido, obviamente, a pandemia. Todavia, ela afetou não só quem sofreu a doença, mas praticamente toda a economia. Apesar disso, com todas essas restrições, O Gaiense conseguiu editar 53 edições impressas do jornal, ou seja, como desde o seu nascimento, todas as semanas, mais uma edição extra sobre as eleições autárquicas. Nessas 53 edições, editámos 1872 páginas e ainda sete revistas num total de 332 páginas para além de  quatro livros, num total de 884 páginas. Nos eventos realizámos todos os habituais: ‘ O Melhor Treinador’, ‘Melhor Escola’, ‘Gaia é Fado’ e ainda o ‘Circo solidário’. E todos com a presença  de público. Mas acrescentámos um: as 1000 edições, em que premiamos 100 figuras do nosso concelho, num evento marcado pela positividade e amostra da qualidade humana dos gaienses. Ou seja, fomos resilientes, não nos deixámos cair em lamúrias e trabalhamos. Todos os dias. Até porque, para além da edição impressa  do jornal, estivemos, diariamente, na primeira linha da informação, nas nossas redes sociais. O site, que renovámos para ficar mais atraente, tem atingido números de visitas fantásticos que nos coloca a competir com os melhores do país. Ah, e agora 2022? Bom, adivinhar é proibido. Mas temos uma certeza: não vamos atirar a toalha ao chão. E estamos preparados para transpor  os muros que venham a ser erguidos. Porque essa é a nossa forma de estar na sociedade, muito embora se anunciem nuvens negras no horizonte, sobretudo, como diz a minha nota transcrita na primeira página, sobre a escassez do papel em todo o mundo. Até porque este ano, em maio, O Gaiense fará 20 anos de existência. E 20 anos não são 20 dias. É um largo período de luta constante para, como prometido, estar sempre nas bancas, ao sábado, com o nosso principal produto: o jornal impresso. Essa data motiva-nos a continuar a fazer o melhor possível pelos gaienses. A continuar a dar-lhes voz. A ouvir o que têm a dizer. E, se tudo correr como esperamos, comemorar condignamente os  20 anos do nascimento da marca  O Gaiense. Uma marca que o público respeita pela honestidade que sempre colocou ao serviço dos leitores.