Costa ou Rio. Quem vai ganhar?

14-01-2022 | 13:01 | | |

Costa ou Rio. Quem vai ganhar?

Escrito por Filipe Bastos

o país parou na quinta-feira. Não se falou de outra coisa. Durante todo o dia, todas as televisões fizeram debates sobre o ‘debate’ que se realizaria à noite. Depois houve o debate propriamente dito. Com os dois candidatos a Primeiro-Ministro, num modelo diferente de todos os outros, em que havia apenas 25 minutos tempo de antena e no qual, por via disso, não se debateu coisíssima nenhuma. Aqui, pese embora não tenham sido discutidos alguns temas importantes, pelo menos houve algum debate. Seguiram-se debates sobre o debate e ainda o pós-debate dos dois candidatos. Uma parte dos imensos comentadores dizem que ganhou Rio. Outros que foi Costa o vencedor. A sondagem de ontem no jornal ‘Público’ dá 39% ao PS e 30% ao PSD, o que deixa Costa muito perto de ser reeleito. No pós-debate, pediu a maioria absoluta aos portugueses dizendo, até, para não terem receio dessa maioria (as anteriores não correram muito bem...) acenando com a presença de Marcelo na vida ativa do país e pelo escrutínio dos media. Ou seja, dêem-me a maioria para governar sozinho, porque posso ficar à rasca para fazer uma geringonça, qualquer que ela seja. Agora as comitivas vão para a rua. Deixam os estúdios e vão ouvir algumas realidades do país. Isto, claro, se entretanto a pandemia deixar. Há, por isso, ainda algum tempo para as sondagens balançarem ao gosto deste e daquele. E há, obviamente, o ‘receio’ Moedas, que faz que muitos desconfiem, com mais ênfase, das sondagens. E, por isso, para não estarmos aqui a fazer prognósticos antes do dia 30, o melhor é esperarmos pelo final da noite desse domingo para se fazerem as contas. A verdade é que essas contas estão em cada um de nós. Primeiro, indo votar, e segundo fazendo a escolha que melhor sirva os interesses do país, de forma a que Portugal ganhe balanço rumo a um futuro promissor. Por isso, vote.